sexta-feira, 22 de maio de 2009

Vermelho ou Branco !!!!!!

Você já deve ter reparado que na tradição indiana as noivas não usam branco, como acontece no Brasil, e sim vermelho e suas variantes. Elson de Barros Gomes Jr., cônsul da Índia em Minas Gerais, explica o porquê do uso da cor: “As noivas se casam usando sáris em tons de vermelho para mostrar seu maior pique de energia, sinal de que estão prontas e com o maior entusiasmo para a nova vida que se inicia. Acredita-se que o vermelho, misturado a outras cores fortes, como o dourado, é auspicioso para iniciar uma nova etapa da vida. Essa cor representa a energia em ebulição e o entusiasmo”. Enquanto o vermelho e suas variantes são as escolhas das noivas na Índia, o branco é utilizado pelas viúvas hindus para demonstrar a energia parada e contida, a calma e o conformismo.
Enfim no Brasil as noivas usam o vestido branco como um símbolo da pureza e castidade, enquanto o hábito de jogar o buquê era uma maneira de a noiva ajudar as amigas a desencalhar. Mas os costumes e superstições relacionados ao matrimônio não param por aí.
Veja por onde começou essa tradição:
Vestida para casar

Casamento da rainha inglesa Vitória definiu maioria das tradições seguidas até hoje.

MARCHA NUPCIAL

Fã do músico Felix Mendelssohn, a rainha Vitória encomendou a ele uma composição especial. A música, que ficaria conhecida como "Marcha Nupcial", foi composta em 1842. Ela ganhou fama ao ser usada para o casamento de uma das filhas da rainha Vitória

VÉU E GRINALDA

O livro Gênesis, da Bíblia, conta que Rebeca se cobriu com um véu quando se aproximou do futuro marido, Isaac. Desde então, muitas noivas usam véu, hábito popularizado pela rainha Vitória. A grinalda tem forma de coroa para distinguir a noiva dos convidados.

BUQUÊ

O buquê das noivas romanas tinha ervas aromáticas, para espantar maus espíritos. Depois, as ervas foram trocadas por flores, símbolo de fertilidade. A noiva passou a jogar o buquê às convidadas a partir do século 14, na França. Esse hábito substituiu outro: antes, elas pegavam um pedaço do vestido da noiva para ter sorte .

ACOMPANHANTES

As damas de honra existem desde a Antiguidade, quando as noivas se casavam ainda crianças e precisavam da ajuda das irmãs para se vestir. Os padrinhos surgiram na época em que os matrimônios eram arranjados pelos pais do casal. Escolhiam-se padrinhos para tornar a união reconhecida pelo restante da sociedade

ALIANÇAS
A troca de alianças era ritual comum entre egípcios (que, inclusive, já a usavam no dedo anular esquerdo, considerado uma ligação direta com o coração) e romanos, mas só foi considerada indispensável no casamento católico a partir século 16, com o Concílio de Trento. Na tradição hebraica, as alianças são lisas.

O Costume de Atirar Arroz
Na China Antiga, mais de 2000 anos antes de Cristo, o arroz já era tido como símbolo de fartura.
A tradição de atirar grãos de arroz sobre os noivos, após a cerimônia nupcial, teve origem na China, onde um
Mandarim quis mostrar a sua riqueza, fazendo com que o casamento
da sua filha se realizasse sob uma "chuva" de arroz.
O arroz que em alguns lugares se atira aos noivos, é um símbolo de prosperidade e abundância.
O arroz que é atirado nos noivos na saída da cerimônia é para desejar-lhes uma família numerosa Outros já dizem que atirar grãos de arroz sobre os noivos à saída da igreja é um costume europeu medieval, mas ligado a outros, anteriores ao cristianismo. Expressa o desejo de que a noiva seja fértil.
Antes de arroz, era costume jogar-se trigo ou algum outro cereal da alimentação básica da região.
Qual a origem de Lua de Mel

• Que na antiguidade, quando os casais se casavam e iam para casa para a noite de núpcias, os vizinhos e parentes desenhavam uma lua com mel na porta da casa para dar sorte.
Daí a expressão "lua de mel".

• A palavra lua de mel tem sua origem nos casamentos por captura.
Era assim : um homem apaixonava-se por uma mulher, capturava a amada ( muitas vezes contra a sua vontade )
e a escondia por um mês ( de uma lua cheia até a outra ) em algum lugar afastado.
Durante esse período, eles bebiam uma mistura afrodisíaca, adocicada com muito mel,
até que ela se rendesse à sua sorte. Daí o nome "lua de mel".

VESTIDO BRANCO

O branco já era parte do vestuário de noivas da Antiguidade. Por volta do século 10, com os vistosos tecidos vindos do Oriente, as noivas passaram a se vestir com cores fortes, como o vermelho. Em 1840, com o casamento da rainha Vitória, da Inglaterra, o branco, ícone de pureza, voltou a dominar.

Enfim as Noivas Indianas com seus maravilhosos Tons Fortes e as Brasileiras com seu Branco .
O mais engraçado nesse contexto entre as culturas e que no pensamento indiano nos brasileiros casamos como a água fervendo e quando eles (indianos) colocaram a água para ferve ao decorrer do casamento...

Vai entende as cores das roupas de noivas!!!!!!...............Namaste............Deva

Agora voces escolham sua cor!!!!

2 comentários:

  1. Deva!!
    Ameiii sua explicação, ou melhor sua pesquisa sobre a origem das cores, dos rituais de cada casamento....
    Isso é que é intercâmbio de culturas!!
    Bem, como eu já estou apaixonada pelos rituais indianos, tenho achado que o vermelho representa esta foça das mulheres mesmo.
    Eu estou amando estes casamentos que a Glória está nos mostrando!! Tudo tem um simbolismo, um respeito, um SENTIDO DE SER!!!
    Isso é que é cultura!
    Mas a brasileira também é muito bonita, então temos uma variedade muito rica!!!
    Bjo grande!
    Marcela _ Recife

    ResponderExcluir
  2. Deva, adorei essas explicacoes sobre o casamento, tao interessantes!
    Beijocas

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua participação e não esqueça doe sorriso,não custa nada...Namaska.